quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

O coração de um yogue


O coração de um yogue é intensamente humano e humanitário. É humano porque é capaz de encarar os vários problemas da vida. É humanitário porque é profundamente compassivo. Reconhece os defeitos do mundo mas não zomba deles e não se sente superior a eles.
O coração de um yogue se comove ante o sofrimento do mundo e deseja realmente fazer alguma coisa para ajudá-lo, na melhor forma ao seu alcance.
O coração de um yogue procura compreender as dificuldades do outro e está sempre pronto para demonstrar espírito de cooperação. Ele não é um feixe de emoções, fantasias, intolerância. Não é impulsivo. É desprendido e, no entanto, cheio de amor.
O coração de um yogue venera a Deidade de sua predileção, porém, respeita igualmente todas as outras manifestações de Deus, vendo a sua Deidade preferida nelas também, como em todas as criações do mundo, mas não confina a sua visão somente nelas. Transcende acima e para além, e procura atingir o infinito.
Sri Swami Sivananda

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

mantras


Man é o pensamento, é a própria mente que pensa;Tra é o instrumento . Mantra significa , assim, instrumento para pensar e tem também o significado de "repetição de fórmulas herméticas" e seria ainda um veículo que compreende palavras e sons com poder mágico e divino.Os mantras trazem a consciência da capacidade respiratória permitindo-nos conhecer de maneira imediata a pulsação de nossa própria vida. Favorecem a concentração, reforçam a mente e permitem a integração das energias internas com as energias do cosmo.



OM Considerado o mantra dos mantras, é o som primordial do qual se originaram todos os outros sons.
OM , símbolo da Yoga, é segundo Yogananda “ O cósmico poder vibratório que está por trás de todas as energias”.
OM é a vibração do amor dentro de nós.

OM é verbalização sagrada